21 julho, 2005

Partindo partida

Estou de novo de partida…Não tinha partido ainda, apesar do silêncio…

Estava apenas a preparar-me para a chegada.

A preparar-me para te olhar nos olhos e fingir que não sinto nada além de uma amizade, para falar contigo, e rirmos juntas com as nossas piadas estúpidas que julgo só mesmo nós é adorarmos… Como se fosses apenas tu! Tu, assim sem a carga emocional que te deposito em cima, sem esse sorriso contagiante, essa voz, esse olhar…

Tenho estado a preparar-me para não ser eu a olhar para ti. A preparar-me para não a ver a ela assim como a sinto…

Sim, por mais que me custe estive a preparar uma dose de cinismo para que possa ir e para que possa estar bem, para que possas estar bem.... Mesmo sabendo que não estaremos…

E sim, quando te vir a vontade será de te abraçar e não o farei, porque ai teria de te beijar mesmo assim em frente dela!

Por isso, eu vou, mas na realidade fico aqui no meu refugio… Por isso, levo comigo o uivo dos lobos, e o azul da praia de plástico como gostas de lhe chamar! Estarei lá convosco mas não serei eu…

Image hosted by Photobucket.com

A minha praia de plastico, AlmaAzul
Contudo gostarei certamente de te ver assim nos entretantos, enquanto trato do churrasco eu sirvo uma bebida, e de sentir o teu olhar fugidio como se devesses alguma coisa a alguém… Mesmo assim ele é magnífico.

Eu vou.
Mas eu fico.

15 comentários:

sotavento disse...

As coisas que, às vezes, fazemos?!... :)

LemonTea disse...

Muitas vozes se podem calar...
Muitos gritos se podem sufocar...

Mas o uivo do lobo... Ouve-se, geme e ecôa!

:-)

zezinho disse...

Bonito texto, musica belissima, bela imagem, é este o país azul, . P.S.- As minhas poesias esperam a vossa visita. zezinho

Sofia disse...

;)
Lindu texto...
Axo k o percebi...lol :)
Bigada por td...tens sido excelent cmg!
Espero k sejas msmo mt feliz,pork tu mereces!
Fica bem***

nina rizzi disse...

nossa... a carga emocional que deposita na "moça"... ultrapassou o teu corpo e... eu sinto nesta tela... como literatura o texto belíssimo... faz doer... "dói porque é bom fazer doer..."

eu sou bem pedante mesmo... li-me em cada palavra, em cada frase... e em muitos deles não me encontrei...

eu me vejo mesmo é... ao lado, nem atrás e nem à frente... assim: ao lado.

beijo menina e cuide-se... é que do lado de lá da praia de plástico há olhos cínicos, fugidos... e nada fingidos a esperar as águas baterem na bunda...

outro beijo...

M. disse...

AlmaAzul
agora fui eu que fiquei em silêncio... e também sei que perante o que sentes não existem palavras que aliviem o sentir...
limito-me somente a sentar-me ao teu lado e ficar em silêncio...
um abraço

Chocolover disse...

Quantas vezes não vamos e ficamos?!...

Rubia disse...

...por vezes é deixar de ser azul (só por uns instantes) e pôr tudo preto no branco... (que falta de romantismo eu tenho, depois d1 texto tão bonito...sorry)

AS disse...

O teu texto é lindo, mas quando se atravessa uma ponte, não podemos ficar a meio!...

Um beijo

Silver disse...

E seres louca e abraça-la?
:-)
Bjinh

mfc disse...

Senti este texto como se o estivesse a viver...
É uma confissão, também me sinto assim.

Boo disse...

É preciso coragem.... muita coragem!! :)

AlmaAzul disse...

Obrigada a todos pelas vossas palavras.
Continuo aqui sem estar... afinal ainda não deixei a minha parte de act"iz" por completo... e parece estar a resultar...

Silver, obrigada pela sugestões ;) apesar de não o fazer... estão coisas de mais em jogo... e eu sorte só tenho no Black Jack e no Poker. ;)

***azuis

whitesatin disse...

Compreendo. Sim, por vezes temos mesmo que "esconder" os sentimentos para nos protegermos e para protegermos a quem amamos... Triste condição esta que nos invade a alma e nos consome dia após dia..!
Espero que um dia consigas fechar essa gaveta e deitar fora a chave ;)
Nos entretantos, diverte-te o melhor que conseguires e mata a saudade toda que puderes entre os olhares fugidios e os tocares expontâneos.
Beijinhos

Patricia disse...

Lindo Lindo Lindo!!!
Bjs

PS: Bela Foto & Musica ( a musica faz-me ir... e não querer voltar :)