22 abril, 2009

[do hábito]

Não sou uma pessoa habitual.
Logo, não esperem coisas habituais de mim.
Elas existem. Mas, só porque, eu as fui aprendendo.


Aprendi-as tão bem, que não as posso perder.



Assiram L.

(alter-ego)

2 comentários:

nina rizzi disse...

não s/me perca ;)

eu estava muito saudosa desse "senhor"...

glória disse...

...esses hábitos dizem tanto do que somos que nisse rito de repetí-los, nos perdemos das possibilidades de outros hábitos...

bjs