19 dezembro, 2008

vocalização

"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer.
Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto, como o que sinto se transforma lentamente no que digo."
LISPECTOR, Clarice. Fragmentos diversos perdidos em minha agenda.


12 comentários:

kris disse...

por vezes quando o dizemos alto..não parecemos nós...

S-Kelly disse...

São curiosos os "apontamentos" que encontramos, por vezes, perdidos nas nossas agendas.
Eu tb tenho o hábito de ir escrevendo alguns pensamentos que me tocam na altura e que mais tarde acabo por recordá-los, quando folheio os meus Molskines passados.

mfc disse...

... e as palavras traem-nos!

nina rizzi disse...

"supôs que ele queria ensinar-lhe a viver sem dor apenas,
ele dissera uma vez que queria que ela,
ao lhe perguntarem seu nome,
não respondesse 'Lóri'
mas que pudesse responder 'meu nome é eu',
pois teu nome, dissera ele, é um eu."
(Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres, Clarice Lispector)

adoro essa mulher.

fj disse...

o medo...ai esta palavra de 4 letras apenas...
... são apenas fragmentos.

Feliz Natal!
bjs.***

kris disse...

Feliz Natal **

beijo

Smile disse...

Um Feliz Natal com muito Amor, Saúde e Paz.
Bjs

AlmaAzul disse...

espero que tenha sido um natal Azul para os que são de Natal :)


***azuis

Viajante da Imensidão disse...

Oi Alma Azul..intrigantes e verdadeiras essas palavras...gosto muito de Clarisse Lispector...

Que seu 2009 seja de muita paz e muito sucesso...boas festas...bjs

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doacões pra montar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doacões no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abencoe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

indigo des urtigues disse...

passando para te desejar um óptimo ano! :)

bjinhoo

comsentido disse...

óptima autora, óptima escolha! até.