04 maio, 2006

Lá em cima

Foto de Marília campos


É verdade que é difícil alguma coisa deixar-me incomodada realmente… Mas confesso que ainda não recuperei da última vez que me aconteceu.
Passaram alguns dias e a situação ainda me mantém perplexa.
Estava eu a dar formação as minhas novas aquisições, novas porque os mais velhos terão 10 anos no máximo e novas porque me foram “deixadas” há pouco tempo por uma amiga. Só estou com eles há cerca de mês e meio o que dá um total de cerca de 6 horas.
Muito pouco tempo, portanto, para os conhecer todos quanto mais as suas histórias ao pormenor…
Deparei-me portanto com uma situação em que teria de identificar a filha de uma senhora com quem eu estive a falar cerca de uma semana antes.
Claro que eu não fazia a mínima ideia de qual seria a menina.
Dei uma vista de olhos por todas, e perguntei de quem eram as mães que estiveram a falar comigo. Meia dúzia de bracinhos se levantaram.
De seguida perguntei, quem tem mãe loira?
- Ninguém!
Complicado, faltavas duas crianças podia ser que fosse a mãe de uma dessas…
Entretanto entra mais uma menina e eu na minha inocência e confiante na Gestalt lá fui eu falar com uma pirralhinha de 6 anos.
- Andria, a tua mãe esteve a falar comigo aqui durante as férias?
- Não ela não esteve aqui nas férias – respondeu-me a menina com uma expressão estranha como se eu fizesse um pergunta do outro mundo.
– Ela esteva lá em cima – concluiu ainda.
Eu julgo ter feito um leve movimento com a cabeça para cima e pensei "mas isto só tem um piso…lá em cima onde? "
A criança continuava parada a minha frente a olhar para mim como se me achasse um bocadinho louca.
Eu olhei-a e esbocei um daqueles sorrisos muito usado pelos comerciais que serve para tudo, pode querer dizer qualquer coisa ideal para quando não percebemos nada.
A menina franzindo a sobrancelhas e com a maior das naturalidades e completamente segura do que dizia explicou-me:
- Sim, a minha mãe está lá em cima no céu!
Continuou, já dirigindo-se para o lugar, com um tom que me soou entre a ironia e o sarcasmo:
- Por isso não deve ter vindo cá nas férias…
Não fui capaz de abrir a boca, e ainda hoje não sei o que poderia ter dito… feito. Como seria a melhor reacção…

As crianças têm certezas que me desconcertam.

11 comentários:

celtic disse...

o que vale é q as crianças têm a um à-vontade enorme, superior ao nosso, para lidar com este género de situações! foi o q te valeu! :) eu tb ficaria em panico!

Filha de SafO disse...

O mais certo, é teres ficado mais "down" do que a miuda.
As crianças tem uma força incrivel.
Abraço e um bom FDS
;)

AS disse...

As crianças surpreendem-nos sempre quando menos esperamos!...

Um beijo

lua ( disse...

As crianças... tèm uma maneira de ver/viver a vida muito mais simples do que os adultos que têm o habito de complicar tudo o que é normal e natural! :)
é assim a vida!!!

Cacau disse...

:) esta até me deixou k.o....

Beijo querida

devaneios disse...

Sem palavras...

(mesmo!!)

-----------

Anónimo disse...

só hoje tive o prazer de ler o seu blog! e é com uma lágrima baralhada com um sorriso que fiquei,quem sabe........tranquila!?

Fora Das Mãos disse...

as crianças têm certezas que nos desconcertam, lá isso...

estreladonorte disse...

ora toma que ja ouviste... :-) oxalá elas mantenham essas certezas. a vida é tão abrasiva...

Anónimo disse...

Best regards from NY! » »

Anónimo disse...

Best regards from NY! Ford focus wagon Trailer park boys ringtone Deep sea fishing in florida search engine optimization Gay hard anal Under shaved sexy teens pic 2006 rav4 roof rack weight limit capacity Chanute internet marketing Chesterfield hockey call center network Club renault laguna Cookevilletn game in store video Patanol online pharmacy http://www.carcdchangerinstallation.info