07 novembro, 2005

"Longidão"

No meu recanto é noite
Iluminada pela luz ofuscante
De um candeeiro velho e verde.
Mas é noite escura como a tua imagem.
Só o som é completamente perceptível
Dos cães ao longe.
E dos nossos suspiros de longidão.

Por mais que me esforce
Não vejo!
Só ouço o som do silêncio interrompido
Pelo latido dos cães
Ora de um, ora de outro animal
Desprezíveis para mim agora.
E dentro da minha cabeça a tua voz
A murmurar algo que não entendo.
E só peço para falares …
Mais alto, mais perceptível.

E julgo que tu me dizes o mesmo…

AlmaAzul (14/04/03)

11 comentários:

AS disse...

Por vezes estamos tão próximos e não nos ouvimos... às vezes basta um sorriso...

Um beijo azul e obrigado pelo teu carinho

mfc disse...

Há palavras que não necessitam serem ditas... mesmo altas!
Tudo se entende, tudo se percebe, tudo se intui!

sotavento disse...

Ai, as palavras!... :|

Filipe disse...

Eis a forma mais poetica que ja li para a interpretação de um ditado portuga... «os caes ladram... e a caravana passa!» :)
Ehehe... só pra dar um pouco de humor...enfim... parvoices minhas..ja deves estar habituada!
O mais curioso em tudo que aqui está escrito... nao está propriamente no que foi escrito... mas, o momento em q resolveste reavivar esse outro momento passado! Será que... nao foi hoje... neste dia... que o eco do tal grito mudo que nao escutaste... se fez escutar?! será?!
Mais de 2 anos passados... certamente que... ja deves ter «escutado» o tal murmúrio... e percebido...questionando...solucionando e complicando novamente, todo esse momento!
Mas... a vida continua... a «caravana» prossegue seu rumo... mesmo que esse rumo vá sendo desenhado por linhas tortas... até pq, o caminho da vida, nem sempre é uma linha recta...existirá sempre curvas, encruzilhadas (famosos 4 caminhos), obstaculos... deixa-te conduzir pelos sentidos...e por certo...mais sentido, o sentido tomado terá!
E pronto...agora... traduz-me tu! :p

Chocolover disse...

Bons dias!!! :-)

Maria do Céu Costa disse...

Um poema que na longidão nos ensina que também se pode estar proximo. Beijinhos.

Me, Myself and I disse...

Prefiro os gestos às palavras... mas que as palvras acabam por ter um poder mágico não o nego... palavras sussuradas, doces e meigas são sinonimo de puro deleito para mim... :)
Que o passado resurgido não te impeça de prosseguir com o presente e furuto...
Bjoc@s.

Silver disse...

Bjinhes azuis para este país, sempre tão bonito.

indigo des urtigues disse...

:)

Passei de fugida, mas com tempo pa te dar um beijinho!

AlmaAzul disse...

Frog, um sorriso :)

mfc, é verdade basta estarmos atentos... :)

sotavento, têm dentes? lol ;)

Filipe, eu traduzo " a caravana ainda ladra mas os cães já passaram".lol :) Tu é que me entendes! Abraço.


chocoLOver, **azuis :) em dobro.

Maria, muito mais próximos que abraçados... ;)

Me,MySelf and I, :) ...todas elas não as separo, surgem-me assim quase como uma sequência...;)

Silver, :)

indigo, só tu e eu lol

***azuis a todos.

sotavento disse...

Isso são as galinhas!... ;)