21 junho, 2005

Soneto menor à chegada do Verão

Eis como o verão
chega de súbito
com os seus potros fulvos,
seus dentes húmidos,

seus múltipos,longos
corredores de cal,
paredes nuas,
luz de metal,

seu dardo mais puro
cravada na terra
cobras que despertam
bo silêncio duro __

eis como o verão
entra num poema.

Eugénio de Andrade
Image hosted by Photobucket.com
(desconheço autoria)

- Bom Verão para todos!

12 comentários:

mfc disse...

... mas sem aquela canícula que nos abafa e não nos deixa fazer nada.
A foto é sugestiva do Verão que gosto.... sopra ali uma brisazinha fresca!

Mushu disse...

Bom verão para ti! :)

indigo des urtigues disse...

Viva o verão, a luz e o calor!
Tem um bom verão! :)

Carlos Barros disse...

um verão acalorado..onde as nuvens se desnudam.

katraponga disse...

:)

Bom Verão também, AlmaAzul

AS disse...

Oara ti, um verão com muito azul!...

Márcia disse...

e aqui, começa o inverno...

bom verão. e beijo. azul, é claro.

AlmaAzul disse...

Márcia, é verdade :)
Um bom inverno para ti.;)
***azuis

Anónimo disse...

This is very interesting site...
» »

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... » » »

Anónimo disse...

best regards, nice info » »

Anónimo disse...

Very nice site! » »