03 novembro, 2012

a língau

...

Num golpe de asas
aterrei (ou aterrissei,
ou aterrizei,
ou aterrisei,
que isto do acordo ortográfico da-me cá uma volta
na dislexia de que não há procedentes, mas a teimosia
não me permite substituir a palavra por um simples pousei e,
a preguiça não me deixa ir investigar melhor)
no livro:

Era-me urgente saber
se a minha imaginação
era mais cadente do que a do autor!

Resultado:
aterrizei no verbo aterrar
e não desaterrisei.
O livro... ficou no meio os lençóis
mal dormidos do
pequeno-almoço.







2 comentários:

Verso Aberto disse...


as esmerices
da palavra
também encantam

abs

AlmaAzul disse...

:) Se encantam!