15 dezembro, 2008

A neve pregou-me a partida.

Hoje, pela primeira vez este inverno, a neve obrigou-me a trabalhar em casa.

As estradas estão intransitáveis. E como em casa trabalho mais rápido, pois não tenho ninguém de 5 em 5 minutos a bater à posta nem tenho de mandar calar as gralhas que tenho à volta, constantemente sobra sempre algum tempo para apreciar a paisagem magnífica que proporciona um simples chegar à janela.

Pode ser que mais logo o sol espreite e consiga fazer uma caminhada por aí, atirar umas bolas de neve aos miúdos, dar umas corridas com os cães que ficam eufóricos e quem sabe ser surpreendida por alguns destes garranos selvagens que à neve ainda se tornam ainda mais imponentes e belos.

"Cavalinhos Selvagens" - Arpels

2 comentários:

S-Kelly disse...

A neve é talvez das manifestações mais belas e artísticas da natureza. Consegue produzir efeitos únicos e proporcionar momentos de rara beleza. Eu gostaria que nevasse cá na terra, mas isso só aconteceu em 2003 ou 2004 (agora não consigo precisar), e foi um domingo de completa euforia: ver cair neve no mar...
Um abraço

maripoza disse...

:))) lindíssimo! Ja fui matar saudades da neve este ano :) imagino é o frio que por aí esteja.... brrrr..

beijo