17 julho, 2006

qualquer coisa como:


Não sei se virás aqui ler-me… afinal podes ouvir-me o que é de longe bem mais reconfortante. Mas sabes, há coisas que a voz se recusa a dizer. Palavras que já o serem escritas são sacrifício, quanto mais terem de se esgueirar entre os lábios desabituados de movimento.
Mas, dou azo ao meu egocentrismo, e penso que sim que tu virás aqui ler-me mais tarde ou mais cedo. Um dia em que a minha voz e a minha semi-presença não te baste e queiras algo mais de mim. Um som não dito uma visão mais profundo de mim. Mais Azul. Sim o azul é uma cor profunda. Uma cor que é capaz de chegar até à alma e arrastá-la até o mais infinitos dos declives.
Talvez venhas, e se vieres quero que saibas que é por poder exercer este azul, que me ajudas a pintar que este lugar ainda existe. E que é para ti que existe. No seu melhor e no seu pior, porque há dias para tudo e tudo faz parte.
Mas não é nada disto que eu quero dizer… mas se disse-se logo tudo nem era eu e tu não irias gostar de mim assim pois não?
Bem, me parecia. Mas sei que ás vezes dava um certo jeito.
Aparte tudo isto, o que eu queria que lesses e espero que pelo menos tu chegues a esta parte deste texto enfadonho e a roçar o sem nexo, é que me fazes muito feliz.
Que puta de mania de não ires directa ao assunto, Alma!
- Desculpa o palavrão… saiu-me…
Imagem de
Ewa Brzozowska, sem título

14 comentários:

indigo des urtigues disse...

Estas palavras n são para mim, mas gostei!
Tb sou um bocado assim...anda-se às voltas para se dizer o mais óbvio, o mais simples, uma tolice mesmo!;) lol

Bjinhos

Miss Trouble disse...

So hj vi que tinhas mudado.. Ha muitro que n vinha ca.. kiss

Anónimo disse...

Engraçado como encontramos dentro do outro sentimentos tão similares aos nossos...
bj

SAM disse...

Saudades da tua semi-presença??? Saudades da tua ausência: tu que és azul e tu que és a tua alma.

Porque diria Frankl que a verdadeira existência do ser humano é a sua alma, e diria Sartre que nos transcedemos através das emoções que manifestamos enquanto escrevemos.

Ou mais, Balyuzi diria inspirando-se na visão dos olhos azuis do persa 'Abdu'l-Bahá que "os brilhantes olhos azuis davam a impressão dum espírito, mais do que dum ser humano".

Continua assim Alma Azul.

giovanni gatuyi disse...

ouch ouch que más bonitas

Chocolover disse...

volto mais tarde ...

AS disse...

Que esse teu Azul não esmoreça!...

Um beijo...

:) disse...

TU fazes me muito feliz :) muito mesmo.AMO TE

Marlene disse...

Bem...já não me lembro quando nem como descobri o teu blog...já foi há algum tempo...mas nunca tinha tido coragem para comentar o que escreves porque não me sinto à altura...mas gosto sinceramente de vir aqui...
Continuarei a ler-te aqui escondida e em silêncio... :)

Fora Das Mãos disse...

as palavras são como as cerejas...

Cacau disse...

:)

Já tinha saudades de te ler, menina azul!


Beijo

AlmaAzul disse...

Olá a todos! Obrigado por continuarem a vir aqui mesmo com esta pasmaceira;)

Sam, é muito bom ver-te por aqui... encaixas perfeitamente na base do conceito de um País Azul!

***azuis

APC disse...

Também tens um cantinho que nasceu para alguém, n'é?... Caixinha sublimatória daquilo que se não solta no momento, a pedir outros, esses a sós, sem que a sós os queiras sempre. Porque ficam sempre outros azuis por dizer*, por mostrar, por confessar. O azul é naturalmente infinito... Vive nas almas infinitas, mas não cabe todo nos momentos de que se alimenta.

*Eu cá camuflei os meus! :-)

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... Sports arena for sale Paintball computer Lauren jackson soccer picture Anniversary diamond gold ring white effexor withdrawal Suzuki z400 specs Measure blood pressure Herbal remedy for rosacea Blouses for wedding nasocort prescription meds nexium prescription mai Fax message home actual affect i side effects of the drug nexium Razr pda free porn movie dowloads Nexium order online adidas shoes milf seeker penny