23 abril, 2006

amor e dor




É sangue e fogo
que tatuo as palavras,
Que nunca direi,
Na minha carne,
Junto aos teus ouvidos!

...De tão frias
Duras e ardentes
Te deixariam nua!

… e eu gosto de despir-
-"te"!

Vanda (Alter-Ego)

Imagem: A imagem dispensa apresentações... mas para os mais distraidos fica a dica - "Xena"

5 comentários:

Márcia disse...

um beijazul daqui.

LemonTea disse...

Quente, quente... :)

AS disse...

Eis um belissimo poema!... Adorei...

Beijos

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! » » »

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! »