02 setembro, 2005

Ver-te



Penso escrever
mundos rodas,
cidades encantadas
um veleiro,
um sorriso...
tudo vezes sem conta!

Depois vejo-te
e tudo é
tão insignificante!

7 comentários:

sotavento disse...

Tenho uma T-shirt que diz:

"Se não te vejo, não vejo
Se te quero ou não te quero
Mas se te vejo o que eu quero
Não se fica por um beijo,

lero lero lero lero
lero lero lero lero

(Pomar)"

:)

GNM disse...

Nada é comparável à imensidão do amor…

Linda poesia.

Natalie Afonseca disse...

Bem-vinda!!!!
Por vezes estamos estão bem e basta ver quem gostamos muito para tudo mudar, e aí...
...quase tudo se torna insignificante!!!
Bjs

AS disse...

As estrelas mais brilhantes ofuscam as outras!...

Um beijo azul

matarbustos disse...

muito bonito...

Anónimo disse...

What a great site film editing schools

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. »